Psicóloga Thamara Carvalho de Sousa CRP 06_149820.png
Saúde Mental
SAÚDE MENTAL
 
separador.png

De acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), a saúde mental, não é determinada somente por fatores individuais, como a capacidade de gerenciar seus pensamentos, emoções, comportamentos e relacionamentos com os outros. Fatores sociais, culturais, econômicos, políticos, padrões de vida e condições de trabalho, podem desencadear transtornos como depressão, ansiedade, transtorno bipolar e muitos outros agravantes na condição psicológica que interferem na qualidade de vida da pessoa e incapacita o desenvolvimento das atividades da vida diária, como trabalho, estudos e lazer. Dentre os transtornos psíquicos mais recorrente a depressão, destaca-se como o transtorno mais recorrente e também como a principal causa de incapacidade em todo o mundo.

Autoestima
AUTOESTIMA
 
separador.png

Ao falar de autoestima, não estamos falando de algo superficial, pelo contrário, é a profundidade do tema, que torna a autoestima essencial e merecedora da nossa atenção. A autoestima está relacionada ao sentimento de valor que uma pessoa atribui a si mesmo. A falta de confiança em si mesmo, a falta de autocuidado e a falta de amor próprio, gera uma série de dificuldades em estabelecer relacionamento íntimos e desenvolver projetos, levando a uma busca insaciável por uma completude em coisas externas. O sentimento constante de inadequação e uma tendência a desvalorização de si próprio, são característicos do quadro de baixa autoestima e podem gerar agravantes no que se refere à saúde mental.

Esgotamento emocional
ESGOTAMENTO EMOCIONAL
separador.png

Irritações no trânsito, excesso de trabalho, falta de descanso e até mesmo falta de um ambiente familiar favorável, são segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde) os principais causadores do estresse. Vários fatores podem levar ao problema, que, se manifestado em graus elevados, se torna responsável por um desequilíbrio do organismo e pelo aumento dos casos de outras patologias, inclusive fatais. O estresse altera todo o funcionamento do corpo e também está associado ao esgotamento emocional, interferindo no bem-estar biopsicossocial. E as consequências atrapalham todos os âmbitos da vida, uma vez que a fadiga, a irritabilidade e o desânimo passam a estar presentes no cotidiano. 

"Não há despertar de consciência sem dor. As pessoas farão de tudo, chegando aos limites do absurdo para evitar enfrentar a sua própria alma. Ninguém se torna iluminado por imaginar figuras de luz, mas sim por tornar consciente a escuridão."

 

Carl Gustav Jung